Cliente da DQS, Pacer comemora certificação ISO 9001 e mira outras conquistas

A certificação ISO 9001:2015 marcou o início de uma grande parceria entre a Pacer Logística e a DQS do Brasil. O início do trabalho foi em junho de 2017, após a empresa realizar os investimentos necessários em tecnologia e estrutura nos últimos anos.

“Entendemos que havia chegado o momento de investir na certificação ISO 9001:2015. Principalmente porque este processo agora vai além das versões anteriores e considera mais os aspectos de gestão estratégica da empresa”, afirmou Luciano Guedes, vice-presidente da Pacer Logística.

“Isso faz com que todos os colaboradores participantes tenham uma visão completa do papel de cada um na empresa, entendendo as ligações e impactos de sua área de trabalho com as demais.”

De acordo com Guedes, o processo foi encarado como um investimento. “A certificação ISO 9001:2015 é uma exigência de grandes clientes, abrindo oportunidades para novos negócios. Assim como outros certificados que a Pacer está obtendo, como os da Anvisa, para a logística de produtos farmacêuticos.”

Além da ISO 9001:2015 e da Anvisa, outras certificações estão em andamento, relacionadas ao transporte ou armazenagem de produtos específicos, como químicos.

“Essas certificações atendem não apenas a uma demanda do mercado, mas nos permitem documentar e melhorar os processos internos, bem como enxergar a necessidade de criação de outros, melhorando, assim, o planejamento, o desenvolvimento, o controle e as ações de correção”, explicou o vice-presidente.

Guedes disse ainda os motivos que fizeram a Pacer escolher a DQS e elogiou a parceria até aqui.

“Levamos em conta a apresentação da DQS e sua proposta, que ofereceu a melhor relação custo-benefício. Entendemos que a DQS fez um bom trabalho, principalmente se levarmos em conta que este foi o primeiro processo de certificação ISO 9001:2015 da Pacer. Portanto, ainda não havia uma cultura interna para este tipo de processo. Como a DQS também não conhecia o nosso negócio, houve necessidade de uma curva de aprendizado de ambos os lados. No entanto, acreditamos que estes desafios já estão superados e que o processo de recertificação deve ocorrer com mais facilidade.”

Comments are closed.